Testamos na BGS: Resident Evil 2 Remake

210

A BGS começou oficialmente no dia 10 de outubro, pelo menos para a imprensa, que teve acesso antecipado a maior feira de games da América Latina. Dentre as muitas novidades trazidas da feira, uma das mais disputadas era o stand de Resident Evil 2.

O novo remake da série chega diferente do remake do primeiro jogo, que mantinha a jogabilidade do original. Em Resident Evil 2 é tudo novo, os gráficos estão absurdamente incríveis, agora com a visão em terceira pessoa acima do ombro do personagem, câmera já clássica na série desde Resident Evil 4 e abandonada no 7.

Falando ainda de gráficos, um destaque muito grande é a iluminação, a lanterna se torna um objeto essencial de sobrevivência, já que muitos cenários são escuros e claustrofóbicos. Esses locais sem iluminação parecem uma constante em todo jogo, resolver puzzles e matar zumbis, tendo que lidar com a escuridão constante é um recurso legal e que funciona muito bem, visto que Resident Evil 7 abusava disso.

A movimentação do personagem volta com novidades, agora é muito mais fácil girar no próprio eixo e  é possível atirar e andar ao mesmo tempo. Na hora do tiro, a câmera se aproxima mais, semelhante a jogos como Gears of War.

Apesar das inúmeras novidades, vale destacar a volta de vários elementos clássicos da série, como o baú e máquina de escrever para salvar o jogo e também a recriação fiel de diversos cenários do jogo, como a delegacia, com salas fielmente semelhantes ao jogo original, só não foram fiéis com o torturante loading durante a abertura das portas, ele não existe mais. 🙁

Na demo tínhamos disponíveis uma pequena parte da jornada com o Leon ou com a Claire, cada um com sua história, que conta com uma narrativa mais cinematográfica, ocorrendo diálogos no meio do jogo com boas atuações, os personagens que você controla durante o jogo também estão bem vivos, dá pra sentir o medo no personagem, que fala sozinho as vezes, mostrando nervosismo, além das maravilhosas texturas da roupa que se queimam, sujam de sangue e se molham.

Por fim, o jogo vem recheado de tensão, um prato cheio para fãs que anseiam por uma experiência RESIDENT EVIL de verdade, visto que Resident Evil 6 não agradou e o 7, apesar de incrível, é um jogo bem diferente dos demais. O único inconveniente é ter que esperar até janeiro para por as mãos nesta maravilha.

httpss://www.youtube.com/watch?v=RDkELDZmm20

Resident Evil 2 estará disponível em 25 de janeiro de 2019 e sua pré-venda já encontra-se disponível na Xbox Store.

Luiz El Cumbachero
o autorLuiz El Cumbachero
Luiz Eduardo
Baiano de nascença, se a vida se resumisse em comer farofa apimentada e ouvir Pink Floyd já estava de bom tamanho pra mim. Fã de games desde o primeiro contato com o Sonic no Mega Drive, divido hoje a paixão com meu filho Marcos de 5 anos, que já está me dando uma surra nos jogos.

Deixe uma resposta