Fora da Caixa: 5 séries/filmes para assistir depois de Round 6

Falar que a série sul-coreana Round 6 (Squid Game) é um sucesso absoluto, neste momento, é chover no molhado. O mais novo fenômeno do Netflix segue batendo recordes de visualizações em todos os cantos do mundo, além de ter virado um fenômeno também na forma de memes, invadindo todas as redes sociais.

Mas produções sul-coreanas e asiáticas com estéticas e conceitos semelhantes a Round 6 não é algo tão novo, já a alguns anos, o mercado fonográfico está recheado de boas produções, algumas premiadas mundo afora.

Confira agora uma lista com 5 séries/filmes sul-coreanas e asiáticas imperdíveis, para não sentir tanta saudade de Round 6 enquanto a segunda temporada não vem.

 

Sweet Home – Série

Se Round 6 pode ser chamado de “Jogos Mortais” coreano, o mesmo se aplica pra Sweet Home, que eu poderia chamar (de forma boba), do “Walking Dead” coreano.

A série narra um apocalipse “pesado”, onde pessoas são transformadas em monstros assustadores. No meio disso tudo, a série mostra os personagens centrais envolvidos em conflitos familiares, problemas de personalidade, depressão e auto destruição.

A série brilha pelo ótimo conjunto de produção, com ótimos efeitos, e com uma densa narrativa que não modera na violência extrema, assim como Round 6.

Onde assistir? Netflix

Parasita – Filme

Premiado filme vencedor de 4 Oscars, Parasita trata de algumas questões bem parecidas com as abordadas em Round 6. Pobreza, famílias endividadas, falta de perspectivas perante um mundo às vezes cruel com pessoas de baixa classe social, que são de maneira desproporcional exploradas por pessoas mais ricas.

O filme brilha não só pelas atuações, como também pela brilhante montagem do diretor Bong Joon-ho, que conta de forma nua e crua, uma bizarra história sobre desigualdade, família, violência e poder. Filme imperdível!

Onde assistir? Amazon Prime Video

 

Invasão Zumbi e #Alive

Aqui vou juntar dois filmes em um, aproveita e já assista ambos em sequência.

Se tem uma coisa que os Sul Coreanos se tornaram experts, é em filmes de zumbis. As excelentes montagens de ação, a violência extrema e o senso de urgência é algo que mesmo os americanos, com anos de expertise, não tem conseguido bater os coreanos nesse gênero de terror tão amado.

Em Invasão Zumbi, você vai acompanhar a história de um pai protegendo sua filha de um apocalipse Zumbi dentro de um trem em uma caótica aventura para a única cidade à salvo da destruição. O filme tem cenas absurdas de ação, com muitas explosões e zumbis correndo em uma velocidade absurda. Ainda sim, o pacote aqui é uma delícia de assistir, com ação do começo ao fim, ótimas cenas de fuga e uma interpretação muito fofa da pequena Kim Soo Ahn. Dica valiosa: a continuação é muito  ruim.

#Alive, diferente de Invasão Zumbi, foge um pouco do clichê de protetor e protegido, contando a história de um garoto gamer suburbano, que vive um regime de isolamento após um surto de mortos vivos assolar uma cidade coreana. O filme além de uma estética interessante, aborda temas como solidão, isolamento social e a dependência de tecnologia, temas muito atuais, que tiveram em 2020 uma projeção ainda maior.

Onde Assistir: Netflix

 

Alice in Borderland

Saindo um pouco da Coréia e embarcando no vizinho Japão, temos a divertida série “Alive in Borderland“, adaptação de um famoso mangá.

Aqui um grupo de jovens, são subitamente transportados para uma distópica e vazia cidade de Tóquio, e após explorarem esse mundo, situações os levam para um jogo mortal onde terão que sobreviver para voltar ao seu mundo.

Semelhanças com Round 6 a parte, a história aqui é muito mais sobrenatural. É preciso desprendimento e um pouco de afinidade com animes para não viajar na maionese, já que personagens exagerados, figurinos exóticos e situações absurdas acontecem a todo tempo. Ainda sim, a série tem uma ótima condução e os personagens só melhoram conforme o avanço da história.

Destaque também pro curioso filtro de câmera da série, dando aos personagens um aspecto mais cartunizado (um amigo meu jurava que a série era inteira em computação gráfica, mas não é).

Onde assistir: Netflix

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Exibir todos os comentários