Análise – Máfia 2: Definitive Edition

Lançamento
19/05/2020
Desenvolvido por
Hangar 13
Publicado por
2K Games

Em 2010 chegava ao mundo Máfia 2, após 10 anos temos em mãos agora sua versão remasterizada! Lançado em 19 de maio deste ano, Máfia 2: Definitive Edition é nosso game da vez!

O início de uma jornada!

O protagonista do jogo é Vito Scaletta, que nasceu na Itália e quando criança se mudou com seus pais e sua irmã para a cidade fictícia de Empire Bay, nos Estados Unidos. Sua família sempre foi muito pobre e decidiu partir para a América em busca de uma vida melhor, lá, a história de Vito começou a tomar forma, quando ele conheceu Joe, um jovem que apresentou a Vito aquele que seria o mundo de ambos no futuro, o mundo do crime.

Juntos, Vito e Joe cometiam pequenos crimes quando adolescentes; num roubo em questão, eles foram flagrados pela polícia. Joe conseguiu escapar, mas Vito não teve chance e acabou preso. Como o mundo estava passando pela Segunda Guerra Mundial e Vito era um imigrante ilegal, ele teve a “oportunidade” de ir para a guerra ao invés de ficar preso. Foi o caminho que o jovem Scaletta tomou. Inclusive, nossa primeira missão no jogo é controlando Vito como um soldado. Após os eventos iniciais da história, ele escapa da morte por pouco e volta aos Estados Unidos, dessa vez, como um herói de guerra.

Uma proposta irrecusável!

De volta ao lar, Vito terá de encarar a triste realidade pela qual sua família passa, seu pai está morto e deixou para a família uma enorme dívida com um agiota, resumindo, a família Scaletta corre grande perigo.

Vito se reencontra com seu amigo Joe, que aparentemente está levando uma boa vida, com carros, mulheres, bebidas e crimes. Ele oferece a oportunidade de Vito ter um pouco de tudo isso, em troca de cometer alguns “pequenos crimes”. Scaletta então cai na realidade e nota que levar uma vida honesta, com uma longa e miserável jornada de trabalho, não lhe traria o dinheiro suficiente e nem mesmo uma vida com o mínimo de dignidade. Ele então se une a Joe e eles começarão a jornada mafiosa no mundo do crime, iniciando por baixo e com o tempo ganhando tudo aquilo que Vito já esperava, dinheiro, ternos caros, carros, respeito, medo, festas, mulheres, tiroteios e problemas… muitos problemas!

A imersão no mundo da Máfia!

Sem a menor sombra de dúvida, a história de Máfia 2 é seu ponto forte. Um enredo que por horas lembra um filme de Martin Scorsese, ou até mesmo a gloriosa trilogia “O Poderoso Chefão”. Tudo isso acompanhado de uma atmosfera muito bem criada pelos desenvolvedores. A imersão na época que o jogo se passa, de 1945 a 1951, é algo muito bom de vivenciar. Carros da época, estações de rádio com musicas características, vestimentas, construções, ruas… tudo isso e muito mais é belíssimo de se apreciar em Máfia. Se você, assim como eu, for um fã dessa época tão marcante e até de certa forma glamourosa, pode apostar, que ficará muito bem imerso nesse mundo do game.

O palco da aventura!

A fictícia Empire Bay, tem inspirações nas cidades: Nova York, Chicago, São Francisco, Detroit e Los Angeles. No tempo em que a história se passa, ela está dominada por três famílias da Máfia. Os Falcone, os Vinci e os Clemente. Para evitar spoilers, caso você ainda não tenha jogado, deixarei para a sua gameplay as descobertas e desdobramentos da história entre elas.

Uma saudosa jogabilidade!

Na jogabilidade, não podemos jamais deixar de reforçar que estamos falando de um jogo da geração passada, então como estamos acostumados com o alto nível dos jogos que temos nos dias de hoje, Máfia 2 pode causar estranheza em parte dos jogadores, tudo parecerá mais lento e menos fluido. Mas lembre-se, na época, era algo impressionante.

O cotidiano em Empire Bay!

Espalhados pela cidade, teremos vários pontos de interesse para visitar. Lojas de roupa, lanchonetes, oficinas e por aí vai. Quando cometemos um delito a pé, mesmo que escapando, se a polícia nos encontrar novamente, eles tentarão nos deter, então pra ficar livre, quando cometer um crime, você deverá trocar de roupa para ficar tranquilo pelas ruas. Outra situação parecida, é que quando a polícia persegue nosso veículo, teremos que ir até uma oficina para trocar a placa, caso contrario, eles vão te perseguir sempre que vocês derem de cara. Hoje em dia isso pode até passar batido, mas volte dez anos no tempo e isso causava perda de fôlego nas pessoas. Outro detalhe bem legal, é que a policia não reage a seus atos apenas tentando te prender ou atirando, por exemplo: ultrapasse o limite de velocidade e eles te darão uma multa, que você pode pagar para evitar dores de cabeça ou recusar, ai sim eles darão voz de prisão. Ou mesmo deixe eles te pegarem tentando roubar um carro, eles irão tentar te prender sim, mas… você pode dar o famoso jeitinho, subornar os guardas e continuar livre. É algo que novamente, há vários anos, era muito divertido e tristemente realista.

A famigerada pancadaria!

Temos também os momentos de luta no jogo, troca de socos com um inimigo. São momentos bem fáceis de lidar, o único problema é que a câmera se comporta mal nesses momentos. Indo para ângulos estranhos, o que atrapalha de início mas acostumamos com o tempo.

As armas de Máfia são características da época, de certa forma lentas, o que é um elogio, já que nada mais realista para refletir como eram as coisas naquele tempo.

Nem tudo são flores…

O grande problema de Máfia 2: Definitive Edition, são os bugs… MUITOS BUGS! Quedas de quadros, Delays de renderização, inimigos congelados, personagens atravessando portas, inteligencia artificial desligando e tive a infelicidade de o jogo crashar (travar) durante minha jogatina. Nos dias de hoje, a tolerância para esse tipo de problema está cada vez menor, então o que esperávamos de uma versão remasterizada, era algo livre de pelo menos partes dos defeitos que o jogo apresentava em 2010, mas infelizmente, não aconteceu.

Mafia 2 Definitive Edition hat bug - YouTube

Você é livre… mas nem tanto!

A campanha tem uma duração de 10 a 15 horas. Apesar de aparentar ser um mundo aberto, não caia na mentira de que Máfia te proporcionará a mesma liberdade que GTA proporciona. Aqui, a liberdade chega a ser uma ilusão em certos pontos do jogo, já que você não poderá simplesmente sair por aí fazendo tudo como bem entender. Mas é claro, são jogos diferentes e não tem porque comparar GTA com Máfia, por mais que muitas pessoas fizessem isso, principalmente na época em que os jogos foram lançados.

Não é nada pessoal, são apenas negócios!

Máfia 2: Definitive Edition é um bom jogo, mas peca como um game remasterizado. Ter que lidar com bugs ridículos em pleno 2020 não é algo que deveria acontecer. A história é boa e os personagens deixam tudo ainda melhor, não espere uma jogabilidade veloz ou frenética, tudo é característico da época, inclusive os tiroteios e dirigibilidade. Para quem jogou e busca matar as saudades, ou mesmo para quem esteja interessado em imergir num mundo de 75 anos atrás, pode apostar que Máfia te proporcionará ótimos momentos, ao bom estilo dos anos 40 e 50. A grande virtude nesse game, é ver um personagem sem nada na vida, sem ambições, sem dinheiro e muito menos luxo; se tornar alguém que passa a ter tudo isso, mas, no fim, ficamos com a pergunta em nossas mentes: a que custo? 

Máfia 2: Definitive Edition foi lançado em 19 de maio de 2020, desenvolvido por Hangar 13 e publicado pela 2K, para Playstation 4, Xbox One e PC.

 

Análise – Máfia 2: Definitive Edition
Conclusão
Máfia 2: Definitive Edition frustra com seus bugs e está longe de ser a melhor remasterização que temos no mercado, mas compensa tudo isso com as mesmas qualidades que conquistaram os jogadores anos atrás, sua ambientação e atmosfera que retratam de forma sensacional a era de ouro do crime organizado.
GRÁFICO
6.5
SOM
6.5
JOGABILIDADE
6.5
DIVERSÃO
7
PRÓS
Boa imersão na época
Ótima trilha sonora
Boa história
Evolução dos personagens
Armas e veículos característicos dos anos 40 e 50
Contras
Bugs e mais bugs.
Não é uma boa remasterização.
Áudio estourado em vários momentos.
Nenhuma atualização corrigiu os bugs até o momento de publicação desta análise
7
BOM
COMPRE AQUI E AJUDE O XBOXMANIA
Leia Mais
The Dark Pictures Anthology: Little Hope conheça os bastidores de produção