Análise – Hitchhiker – A Mystery Game

Última atualização:
LANÇAMENTO
15/04/2021
DESENVOLVIDO POR
Mad About Pandas
PUBLICADO POR
Versus Evil

Analisar um jogo como Hichhiker é bem difícil, você passa por um turbilhão de sentimentos desde o momento que aperta o START até os créditos finais. Em linhas gerais podemos classificar Hichhiker como um walking simulator onde você não caminha, ou melhor ainda, um simulador de viagem de carro, onde você não dirige. Porém isso é o que menos importa, o grande foco em Hichhiker é a sua ótima narrativa, o jogo é 90% diálogo do início ao fim.

Para algumas pessoas, eu me incluo, isso pode parece extremamente angustiante, passar a maior parte do tempo de um jogo apenas interagindo por meio de diálogos, sem ação, sem dar um tiro, uma porrada, nada… apenas conversando. Mas acredite, Hichhiker – A Mystery Game é mais do que um simples jogo, é uma história recheada de mistério que vai te faz refletir sobre a vida moderna e suas consequências.

Nesta longa estrada da vida, vou correndo e não posso parar….

Impossível não lembrar dos eternos Milionário & José Rico e seu grande sucesso Estrada da vida assim que o jogo começa, Hichhiker nos envolve de uma forma muito singular em seu ambiente misterioso, um protagonista sem vestígios do passado, perda de memória etc. Começamos nossa aventura dentro de um carro, com um “desconhecido” ao nosso lado,  sem saber como ou por que estamos ali, e o mais importante de tudo, para onde raios estamos indo?

Análise Hitchhiker A Mystery Game Xboxmania
É sempre bom prestar atenção nas paisagens, pois elas revelam detalhes sobre os puzzles.

O jogo se divide em 5 episódios, em cada um deles trocamos de carro, cenário e motorista. Cada episódio é chamado de “carona”, cada uma com seu motorista desconhecido que vai revelando pouco a pouco sua história e ligação. Durante a viagem o protagonista precisa desvendar um mistério utilizando diálogos (grande parte) e resolvendo puzzles, nada muito complexo, apenas para quebrar um pouco o clima e deixar o jogo mais dinâmico. A resolução dos puzzles depende da exploração interna dos veículos e também com as dicas que os motoristas revelam durante os diálogos. Na minha opinião as carona podiam conter mais puzzles, sendo dentro do carro ou até mesmo em algumas paradas durante a viagem, postos de gasolina, fazendas etc.

Mas afinal de conta quem são estes desconhecidos? Aparentemente, pelo menos para eles, a relação não é completamente nova e muito menos estranha. A sensação que temos jogando Hichhiker é muito semelhante com aquelas conversas aleatórias que encontramos no dia a dia, na fila do mercado, e ai começa aquele papo desconexo que se estende até você sair daquele lugar. Por incrível que pareça toda aquela conversa aleatória de certa forma faz sentido, porém só serva para ficar atormentando nossa mente. Em Hichhiker isso fica mais estranho porque você quer realmente saber porque aquelas pessoas estão ali? PORQUE VOCÊ ESTÁ ALI? Será que é apenas uma grande coincidência da vida, vai saber…

Uma aventura de metáforas

Desde o começo fica nítido que o diálogo por meio de metáforas é a proposta do jogo, os diálogos são em grande parte lúdicos, porém exageradamente surrealista. Quando você pensa que está começando a entender a história vem os questionamentos por parte dos motoristas desconhecidos que te fazem voltar a ficar com a pulga atrás da orelha, tentando juntar as peças tortas do quebra cabeça. Como eu disse, muito do que é falado durante a viagem é lúdico, não é apenas um papo de maluco, em diversos momentos você vai começar a refletir sobre muitas coisas da sua vida. Se você gosta deste tipo de premissa, Hichhiker é o jogo perfeito para você.

Análise Hitchhiker A Mystery Game Xboxmania
A exploração interna durante as caronas também pode ajudar a desvendar o mistério.

Diferentemente da minha esposa, que ama ouvir aquelas papagaiadas de couch, eu sou uma pessoa menos influenciável e mais pé no chão. Eu odeio com todas as minhas forças aqueles papinhos motivacionais de “se você não puder fazer tudo faça o que puder”, “você só vence amanhã se não desistir hoje” etc, se você gosta beleza é seu direito, mas saiba que isso tudo é uma grande besteira rs. Alguns diálogo em Hichhiker trazem estas abordagens motivacionais, porém em um nível menos babaca e cafona, me deixando surpreso positivamente.

Como um bom jogo de mistério, não podemos confiar 100% em ninguém, principalmente quando estamos próximo do final, fica difícil saber o que é real e o que é imaginação. As múltiplas opções de diálogo contribuem para gerar este clima de desconfiança, ao mesmo tempo que alguns fatos possam fazer sentido outros geram dúvidas, ou seja, mais lenha na fogueira. Eu terminei o jogo apenas uma vez então não posso afirmar até que ponto as opções de diálogo influenciam no desfecho da história.

Questões técnicas ficam em segundo plano

Um jogo estilo Hichhiker não pode ser avaliado por questões técnicas como trilha sonora, qualidade gráfica ou jogabilidade precisa, estes pontos chegam a ser irrelevantes diante da qualidade narrativa, mas vamos lá… os controles são bem simples, resume-se a escolha de respostas para as perguntas e exploração do cenário (interior do carro) para localizar elementos que vão ajudar na resolução dos puzzles e posteriormente do mistério.

Análise Hitchhiker A Mystery Game Xboxmania
As vezes é difícil saber se as coisas são reais ou apenas imaginação.

A trilha sonora é calma e suave, encaixando-se perfeitamente na proposta do jogo. É praticamente uma Alpha FM com aquelas músicas para relaxar e dormir, porém não se engane, o clima tenso e misterioso pode mudar a qualquer momento. Graficamente o jogo não deixa a desejar, assim como os outros elementos técnicos ele cumpre o que promete para te manter envolvido dentro do carro. Os cenários são bonitos e coloridos, passando aquela sensação gostosa de viagem com a família.

Conclusão

Eu não sou o maior fã de jogos estilo Hichhiker, confesso que peguei o jogo para analisar porque ninguém mais da equipe queria, porém ele me surpreendeu de uma forma que eu jamais imaginaria. Cada pista que você descobre, cada pessoa que você conhece, cada nova revelação apenas aumentando mais e mais a curiosidade de saber o desfecho da história.

Análise Hitchhiker A Mystery Game Xboxmania
O protagonismo dos motoristas é um show a parte durante as caronas.

Hichhiker é uma grata surpresa, um jogo que te prende a “assisti-lo” do começo ao fim. Sabe quando você pega aquele UBER, com o motorista chato que não para de falar? ou então aquelas longas viagens em um carro apertado que não dá pra esticar a perna? Hichhiker tem tudo isso, chega a ser angustiante, mas você vai adorar.

Como eu disse anteriormente, mesmo tendo várias opções de diálogo eu não tenho certeza até que ponto isso influencia no desfecho, logo o fator replay fica comprometido. Porém se você está precisando rever alguns conceitos da vida aceite o desafio e encare esta jornada de Hichhiker. Mesmo sendo um jogo de mistério ele é uma experiência incrível de narrativa, paisagens e reflexão.

Esta análise só foi possível graças a Versus Evil e a Plan Of Attack Biz que gentilmente nos disponibilizaram uma cópia para avaliação do jogo, fica aqui o nosso agradecimento pela confiança. O jogo já está disponível para Xbox One e Xbox Series X|S e pode ser adquirido por meio do nosso link afiliado no final desta análise.

Hitchhiker - A Mystery Game
Conclusão
Hitchhiker - A Mystery Game não é uma obra prima, mas é um jogo muito bem produzido, com uma narrativa excelente e que de quebra te faz refletir sobre diversos pontos da sua vida.
Gráficos
9
Som
8
Jogabilidade
8
Diversão
9
Prós
Legendas em português brasileiro são muito bem vindas
História cativante do início ao fim
Protagonismo dos motoristas é o diferencial da narrativa
Contras
A falta de dinamismo pode cansar
Fator replay nulo
8.5
VICIANTE
COMPRE AQUI SUA CÓPIA DIGITAL DE HITCHHIKER - A MYSTERY GAME

Leia Mais
War Thunder – Operação S.U.M.M.E.R. já disponível